| Tudo sobre Cães e Gatos

Você sabia que cachorro pode ter depressão? Entenda

1.41K 0

Todos sabemos que um cachorro é um ser sociável, feliz e brincalhão, entretanto também é muito sensível e apegado ao seu tutor. Será que é possível cães entrarem em depressão? Como faço para descobrir?  Sim, um cachorro pode ter depressão e é mais fácil do que você imagina ele acabar tendo este quadro. Todos sabemos que cães podem possuir a chamada ansiedade de separação que ocorre quando o tutor começa a ficar muito tempo longe de casa e o cãozinho se sente abandonado. Esta é apenas uma das razões para que um cachorro entre em depressão, quando o tratamento para ansiedade de separação não é feito, o quadro se agrava e a depressão é uma consequência natural, infelizmente.

Além desta, existem diversas outras razões para a depressão como a morte de um membro da família – principalmente se for seu tutor direto, a morte de outro animal que vivia na casa, a chegada de um irmãozinho – tanto peludo quanto humano, violência e maus tratos, acidentes domésticos, ficar preso muito tempo em espaços pequenos, não ser levado para passear, mudar de ambiente – seja do quintal para o quarto ou de casa e experiências traumáticas quando era pequenino.

Cachorro pode ter depressão, então é preciso tratá-la e identifica-la

Como identificar a depressão canina

Você precisa ficar atento pois a depressão canina começa aos poucos em pequenas mudanças de comportamento. Quanto mais cedo você observar e tratar, menos seu amigão irá sofrer. Cães com depressão tem perda de apetite e, por consequência, perda de peso, fica isolado, perde a vontade de correr ou brincar, se torna apático, possui olhar triste, se torna intolerante aos outros, ao toque e ao carinho e começam a mastigar partes do próprio corpo. Viu só como isso é MUITO sério?

dog

Como tratar a depressão

É muito importante que você visite seu veterinário de confiança e conte o que está acontecendo e todas as mudanças de comportamento para receber o aconselhamento correto. O mais importante é dar atenção ao seu amigo, se divertir com ele, dar muito amor, leva-lo para correr no parque e ver outros cachorros, enfim. Dar atenção a ele. Quanto mais, melhor. E principalmente, antes que seja tarde. É muito fácil evitar que seu cachorro entre em depressão e prevenir é muito melhor do que remediar. Dê-lhe amor e ele te dará todo seu coração. Se você perceber que ele está triste, mesmo que um pouquinho, faça o que puder para alegra-lo. Dê petiscos, cozinhe para ele, corra, compre um brinquedo novo, olhem um filme juntos quentinhos no sofá. Fiquem juntos. É só isso que importa no final.

Você já passou por alguma situação parecida? Conseguiu reverter o quadro? O que fez? Como fez? Conte para a gente nos comentários, compartilhe sua experiência e ajude outros tutores também!

Comentários no Facebook