| Tudo sobre Cães e Gatos

Tosar o pelo dos cachorros no verão ajuda a aliviar o calor?

2.81K 2
Tosar o pelo dos cachorros no verão ajuda a aliviar o calor?

No período do verão, todo mundo procura alguma forma de se manter refrescado e protegido dos raios solares. E isso, é claro, não seria diferente para os cachorros. Eles precisam de um certo cuidado extra neste período quente, uma vez que não conseguem comunicar verbalmente seus incômodos aos donos.

Diferentemente de nós, os cães não conseguem se refrescar através do suor. E o que nos diferencia desses animais são as poucas glândulas sudoríparas, que ficam restritas às regiões das patas e do focinho. Essas glândulas não são suficientes para manter seu organismo em perfeitas condições.  Também é comum vermos os cachorros em dias quentes com a língua pra fora, sendo a forma mais eficiente de perder calor é pela respiração.

No verão, o ideal é evitar intensas atividades físicas e manter os pets em ambientes frescos, com ventilação, e se possível com ar condicionado. Outro cuidado é intensificar os banhos e manter a pelagem mais curta, com a tosa, que vai ajudar no controle do calor e também no controle de pulgas e feridas causadas pelas altas temperaturas e pela umidade.

Leia também:

Morte de cadelinha serve de alerta aos riscos em determinados alimentos

11 fotos comprovam que os Shih Tzus é uma das raças mais fofinhas

“Os cachorros se sentirão mais felizes no verão se estiverem com o pelo mais curto e bem escovado”, explica Marcelo Quinzani, médico veterinário do Hospital PetCare. Ao serem tosados, eles sentem a mesma sensação que nós, seres humanos, temos ao vestir uma roupa mais fresca ao chegar em casa em um dia muito abafado.

Ficar atento aos horários de passeio e não expor os pets diretamente ao sol. “Se o animal for exposto ao sol, ele pode desenvolver queimaduras na região que fica embaixo das patas, além de ter quadros de hipertermia e aumentar as chances do aparecimento de tumores de pele a longo prazo. Essa recomendação é importante para todos os animais, independentemente se foram ou não tosados”, explica a veterinária Débora dos Santos, em entrevista ao site Pet Cidade.

• Sobre tosar o animal

verão

É necessário observar a origem da raça para determinar a frequência da tosa. “A maioria das raças é originária de países mais frios e, por isso, tende a sentir mais desconforto no verão”, afirma o especialista. Esse é o caso do Husky Siberiano, São Bernardo e do Bernese, por exemplo.

É importante ficar atento: existem algumas raças que não devem ser tosadas porque já possuem o pelo mais curto. Nesses casos, a tosa  pode danificar a pelagem do animal, como parar de crescer. “Normalmente, isso acontece com as raças com muito subpelo, como o Chow Chow, Lulu da Pomerânia, Shiba e Akita”, diz Marcelo.

Fonte: Pet Cidade.

Gostou do conteúdo? Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagran e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook