| Tudo sobre Cães e Gatos

Saiba os riscos de ter um cachorro obeso | Portal dos Cães e gatos

2.97K 5
Saiba os riscos de ter um cachorro obeso | Portal dos Cães e gatos

A obesidade canina hoje em dia é um grande problema e vem aumentando consideravelmente nos últimos anos. Um cachorro obeso pode ter as mesmas complicações que uma pessoa obesa, ou seja, problemas nas articulações, respiratórios, sofrimento em clima quente, osteoartrite, pancreatite e alguns outros que ainda vamos comentar aqui.

Obesidade canina está mais comum hoje em dia

Muitos tutores acreditam que o seu animal se enjoa de comer sempre aquela mesma ração e com isso acabam oferecendo outros alimentos, inclusive dando restos da sua própria comida.Os cachorros comem muito mais por conta do cheiro da comida, do que propriamente pelo paladar que ela proporciona. Isto por que eles tem olfato mais apurado do que os humanos. Logo, o que atraem eles para comer é principalmente o cheiro da comida e não o paladar!

Normalmente os donos oferecem comida caseira para eles, a comida aquecida e isso faz com que solte muito mais aroma, proporcionando uma sensação de prazer para o cachorro.

O grande problema é que isso se tornar um hábito na maioria da vezes. O tutor começa a dar um petisco para ensinar algo ao cão, depois esse petisco que só era oferecido como forma de recompensa, passa a ser dado a qualquer hora, sem um motivo claro, apenas por que o dono quis agradar. (o ato é liberado, mas controladamente e com petiscos próprio para cachorros!).

A partir daí, outros petiscos começam a surgir, como doces, pão, biscoitos (de gente) e tudo o que você pode imaginar que uma pessoa come, ela passa a dar para o seu cachorro.

A falta de atividade físicas também contribui bastante com esse aumento de peso. Alguns cachorros hoje em dia ficam a maior parte do tempo presos em apartamentos, inclusive sem nunca saírem de casa.

Leia também:

Erros comuns que você pode cometer quando escolhe a ração

A genética também contribui para isso, mas este é um dos menos importantes. Realmente existem algumas raças de cachorro mais predispostas à obesidade, como por exemplo:

Pug, Basset hounds, Beagles, Dachshunds, Labrador…

A obesidade canina tem maior incidência em animais adultos ou idosos, que diminuem a sua atividade física e metabólica.

veja um exemplo de dois cães da raça Labrador, sendo um com peso normal e o outro obeso.
cachorro obeso

Um cachorro obeso X um cachorro normal

Consequências da obesidade em cães

Separamos os principais problemas que levam um cão a obesidade. Os principais deles são justamente os petiscos e guloseimas. Estes por si só, contribuem para a obesidade canina de forma direta, independentes dos outros fatores.

Vejam que os demais fatores necessitam de que algum outro ocorra também, para que o cachorro obeso fique obeso.

Ex: um cão que se alimente da forma correta, seja com ração de boa qualidade ou alimentação natural balanceada e específica para ele, dificilmente ficará obeso caso não faça atividades físicas com frequência.

Da mesma maneira que um animal idoso não será obrigatoriamente obeso simplesmente por que é idoso. Ou um cachorro de uma raça com maior predisposição a obesidade, não será necessariamente obeso por causa disso. Nestes casos e no fato do animal ser castrado, eles precisam de que algum outro fator também ocorra para levar à obesidade canina.

Da mesma forma, um cachorro de uma raça com maior predisposição não será obrigatoriamente obeso simplesmente por conta disso. Ou um cachorro idoso não será obeso por conta da idade. Nestes casos e no fato do animal ser castrado, eles precisam de que algum outro fator também ocorra para levar à obesidade canina.

Um dos maiores problemas depois que um cachorro fica obeso, é que ele entra em um ciclo de causa – efeito – causa da obesidade e das injúrias articulares.

O cachorro obeso, que antes não tinha nenhum problema articular, com o peso extra, ele passa a sobrecarregar mais as articulações e por conta disso os problemas começam a aparecer.

O cachorro então desenvolve uma artrite ou uma artrose, hérnias de disco e com isso começa a sentir dor para caminhar e se mexer. Consequentemente, diminui a sua atividade física e por com isso, tende a ficar cada vez mais obeso e piorar cada vez mais se nada for feito!

E no final do ciclo é TRÁGICO! O animal pode chegar a óbito por vários e vários e vários motivos que foram inicialmente causados pela obesidade, como os problemas circulatórios, cardíacos, (muitas das vezes leva à diabetes por causar resistência à insulina), hiperlipidemias, problemas respiratórios, surgimento de câncer, desordens reprodutivas, problemas de pele e muitas outras doenças.

Com todos esses possíveis problemas, o risco só aumenta, caso o cão obeso precise ser submetido a uma cirurgia!

Seu cachorro deve ter uma cinturinha pra estar no peso ideal. Essa tabela mostra a diferença.
cachorro obeso 2

Riscos de ter um cachorro obeso

Como resolver o problema da obesidade canina?

O olhar do cinófilo, do veterinário que o trata, a balança e as suas próprias impressões estão de acordo: o seu cão está obeso. Como se chegou a isso? De longe, em relação a todas as outras, a primeira causa da obesidade é a superalimentação. É realmente necessário constatar que os cães obesos devem o seu peso excessivo, em gordura corporal, a uma ração muito energética ou donos que oferecem guloseimas, como queijos (que são muito gordurosos), pão, frios e até chocolate, que é tóxico e pode matar o seu cão.

Os nutricionistas falam de balanço positivo de energia. Para uma alimentação equilibrada, este balanço deve ser nulo, ou seja, os acréscimos alimentares devem compensar exatamente os gastos enérgicos devidos à atividade física (esporte, caça, guarda, etc) ou às necessidades fisiológicas (crescimento, gestação, lactação, luta contra o frio, etc). Se os acréscimos forem maiores do que as necessidades, mesmo durante um curto período da sua vida, o cão engordará. É o mesmo que acontece com os seres humanos. Se você come mais do que gasta, você engorda. Se gasta o que come, mantém o peso. E se gasta mais, emagrece. Basta levar isso em consideração quando for pensar no cachorro.

Se você seguir a recomendação de quantidade da embalagem da ração e não oferecer comida extra, além de passear diariamente com seu cão, dificilmente ele se tornará obeso.

Fontes: Dicas boas pra Cachorro/Tudo Sobre cachorros

Gostou do conteúdo? Curta nosso Facebook, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook