| Tudo sobre Cães e Gatos

Mulher gera revolta nas redes sociais após postar fotos do seu gato sendo tatuado

2.36K 1
Mulher gera revolta nas redes sociais após postar fotos do seu gato sendo tatuado

A digital influencer ucraniana, Elena Ivanickaya, está sendo investigada por tortura animal após postar nas redes sociais fotos do seu gato sendo tatuado. O gata é da raça Sphynx (também chamado de gato-pelado canadense). Nas fotos é possível ver o animal desacordado e sendo segurado pelo pescoço durante o procedimento.

Leia também: 

Absurdo: Homem pede dicas para matar e torturar gatos em rede social

Seu gato arranha móveis? Dicas infalíveis para resolver esse problema

Óbviamente em poucas horas, uma enxurrada de comentários apontando a tortura. “Ele não é um brinquedo. É um ser vivo. Não é como se a dona tivesse feito uma tatuagem no próprio peito”, afirmou um dos seguidores. Em resposta, a mulher explicou que o gato estava sedado durante atendimento.

“Eu consultei com um veterinário antes de fazer a tatuagem e ele estava presente o tempo todo. Pode parecer crueldade para você, mas ele está bem. A real crueldade seria se eu o castrasse, por exemplo”, afirmou Elena Ivanickaya.

gato sendo tatuado

A justificativa, porém, não convenceu as autoridades e muito menos os membros de defesa animal local. O caso foi levado à polícia e vai ser investigado a fundo. “Se comprovarmos que ele foi torturado, vamos indiciá-la criminalmente”, afirmou a porta voz da polícia ucraniana, Natalia Chovpylo, em entrevista divulgada no portal britânico The Sun.

Leia também: Jovem é condenado a prisão por matar 21 gatos

Com 11,7 mil seguidores no instagram, Elena apagou as fotos do gato sendo tatuado, mas ainda parece se divertir com a repercussão que o caso teve na mídia. Em uma série de posts, ela divulga as reportagens em texto e vídeo acerca do caso, mesmo que nelas a mulher esteja taxada como agressora.

Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook