| Tudo sobre Cães e Gatos

Homem é detido após postar vídeo de um Pug fazendo saudação nazista

2.42K 0
Homem é detido após postar vídeo de um Pug fazendo saudação nazista

A polícia escocesa deteve um homem após postar vídeo de um Pug fazendo saudação nazista. A gravação mostra o cão em frente a uma TV que exibe imagens de Hitler. Em seguida, o cachorro aparece levantando a pata sob ordens do dono, representando o que seria um gesto nazista. A respectiva informação foi divulgada pelo jornal Daily Mail Online.

A expressão alemã foi muito utilizada durante o período de Hitler.

Leia também:

O cãozinho que foi mutilado p/ ser vendido como fêmea | Veja como ele está hoje

Estudante pede ao professor para levar cão p/ aula por causa do furacão e resposta surpreende

Estado americano permite ‘advogados’ de cães e gatos em tribunal

postar vídeo

Homem é detido após postar vídeo de um Pug fazendo saudação nazista

O escocês Markus Meechan, de 28 anos, publicou um vídeo que mostra o cachorro de sua namorada fazendo uma saudação nazista ao ouvir a expressão “Sieg Heil” (Salve a vitória, em tradução livre). O animal também reage quando ouve “Gas the Jews”, uma frase que faz alusão à morte de judeus nas câmaras de gás.

Markus foi preso, mas liberado no dia seguinte. “Essa prisão serve de alerta a todos que publicarem tal material”, afirmou o detetive David Cockburn.

“O vídeo causou grande pesar na nossa sociedade. Na Escócia não há lugar para crimes com base no ódio e a polícia trata tais ações com a necessária atenção “, declararam os policiais.

https://www.youtube.com/watch?v=SYslEzHbpus&feature=youtu.be

Após ser acusado de racista pela comunidade judia, o escocês pediu desculpas e alegou não ter nada contra eles. “Fiquei assustado, pois todo mundo agora acha que eu odeio os judeus. Gravei o vídeo apenas para irritar a minha namorada. Peço perdão para a comunidade judia, não era minha intenção magoar ninguém”, afirmou o homem.

Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook