| Tudo sobre Cães e Gatos

Ozonioterapia – Entenda o que é e seus benefícios

3.54K 0
Ozonioterapia – Entenda o que é e seus benefícios

A ozonioterapia veterinária pode curar seu pet

A ozonioterapia é um tratamento alternativo que somado aos meios tradicionais tem beneficiado a saúde de pessoas e há pouco tempo de animais também. Em casos específicos pode evitar que um pet passe por um processo cirúrgico. O procedimento, utiliza como agente medicinal o gás de ozônio, sim, o famoso gás da camada que protege a terra é a base deste tratamento, que nos tecidos corporais produz substâncias que incitam o sistema oxidante e, ainda, uma liberação de oxigênio para as células. Este método existe há mais de cem anos. Mas a aplicação em animais, começou a ser oferecida há cerca de dez anos.

Leia também:

Animais com síndrome de down – Entenda como funciona!

Cinomose

Câncer de mama canino

Funcionamento e indicações

12790986_1103317419720621_3988623877080891659_nA ozonioterapia é destinada para cuidar de feridas e diversas patologias, pois o ozônio é bactericida, fungicida e antiviral. A aplicação varia, pode ser por meio de insuflação retal, aplicações intra-articular e paravertebral, além da tópica – onde o órgão ferido é envolvido pelo gás por dentro de uma bolsa. Existe um modo proibido que é a inalação, que em minutos pode levar à morte.

Há casos particulares em que a ozonioterapia é feita sozinha, mas geralmente o procedimento une o uso de medicamentos tradicionais ou fisioterapia. São incomuns as situações em que o uso do gás não é indicada, exceto pets que apresentam hipoglicemia, hipertireoidismo e anemia.

O tratamento dói?

A aplicação pode doer se a concentração estiver alta. Em concentrações menores, nas primeiras aplicações, o gás não causa dor. O pet pode sentir apenas a agulha e na maioria das vezes eles, não se incomodam. Ao aumentar a concentração, a aplicação do ozônio pode causar uma leve irritação no tecido, e o animal pode ficar dolorido, porém, este quadro dura apenas no dia seguinte da aplicação, voltando ao normal nos dias subsequentes. Observando a resposta do animal e controlando a concentração de ozônio, podemos realizar um tratamento eficaz sem que o animal tenha desconforto.

O tratamento ainda não é reconhecido no sistema de saúde do Brasil, apenas em países como e regularizada em países como Alemanha, Cuba e Suíça, mas a Associação Brasileira de Ozonioterapia (Oboz) empenha-se em conseguir a legalização do procedimento.

Benefícios do Gás Ozônio

► Melhora a circulação sanguínea
► Ajuda na cicatrização de feridas
► Ajuda no tratamento de dores crônicas, pois tem efeito analgésico e anti-inflamatório
► Redução de toxinas
► Aumenta a imunidade

Caso verídico:

Uma cadela chamada Bina, de 16 anos, com uma lesão na coluna em um mês e meio de aplicações de ozonioterapia voltou a andar. A dona afirmou que estava convicta que Bina nunca mais iria andar. “Eu acreditava que não tinha mais jeito para ela voltar andar. Ela teve uma evolução incrível posso dizer que já esta na casa dos 100%, só de vê-la andando sozinha me deixa muito feliz”. Disse ao site vidapetnews.

O veterinário relatou: “Durante a avaliação foi observado que o animal apresentava reflexos reduzidos, porém os reflexos de contração da bexiga (micção) e defecção foram mantidos. Foi iniciado tratamento com a aplicação da mistura oxigênio/ozônio na musculatura paravertebral (musculatura que fica ao redor da coluna vertebral) com o intuito de redução de um possível edema que estivesse comprimindo a inervação e ocasionando a redução dos movimentos pélvicos. Nesse tipo de caso a aplicação nessa região também tem a função de melhorar a circulação sanguínea na região além de promover uma analgesia e consequente redução do desconforto do animal”.

Assista aos primeiros novos passos da mocinha:

https://www.youtube.com/watch?v=J0V5oGc8Q3o

Fonte: Diário Popular – Lar Natural – Fisioanimal

Gostou do conteúdo? Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook