| Tudo sobre Cães e Gatos

Gatos selvagens – Conheça os mais raros

3.73K 1
Gatos selvagens – Conheça os mais raros

Os gatos domésticos guardam muitas das características de seus ancestrais, os gatos selvagens, criaturas muito solitárias. Um especialista comparou o DNA dos gatos domésticos ao dos gatos selvagens. E concluiu que os genes dos selvagens não diferem tanto dos domésticos quanto os genes de lobos em relação aos do cachorro (o lobo é, geneticamente, um antepassado do cachorro).

Essas espécies felinas que você vai ver agora não são apenas gatos selvagens. Na verdade, tratam-se de animais especialmente raros – você talvez nunca tenha ouvido falar dessas variedades, e muitos deles também são muito pequenos, do tamanho de um gato doméstico, ou até mesmo menor. Vamos ver cada um deles, com alguns de seus fatos e características interessantes. Além de exóticos, são muito bonitos!

Leia também:

Animais com síndrome de down – Entenda como funciona!

Thor – o gato bengal

Gato de pallas

Gatos selvagens raros

Gato do Deserto

gato-do-deserto

Características físicas: O gato-do-deserto tem o corpo pequeno e troncudo, com pernas curtas, mas uma cauda relativamente longa para seu tamanho. Seu pelo tem cor ocre, semelhante à areia.
Comportamento: Esses gatos selvagens podem sobreviver a extremas temperaturas, dos 5 graus negativos até mais de 50 graus! No entanto, quando isso acontece, eles preferem ficar escondidos em suas tocas. Surpreendentemente, o gato-do-deserto pode sobreviver por meses sem água, alimentando-se apenas de pequenos roedores, seu principal alimento.
Habitat: Os gatos-do-deserto são muito encontrados no Norte da África e Ásia Central, vivendo primordialmente no deserto arenoso. Preferem terrenos planos, com vegetação escassa e evitam grandes dunas de areia por causa da escassez de alimentos.

Lince do Canadá

lince-do-canada

Características físicas: Este gato tem um denso pelo marrom, com tons de prata e usualmente muda durante os meses de verão, tornando-se mais avermelhado. Tem pernas longas e pés grandes, que o ajudam a caminhar em altas camadas de neve.
Comportamento: Grande parte deles têm hábitos noturnos – caçam à noite e dormem em grande parte do dia.
Habitat: O lince-do-canadá é visto em florestas no norte do Canadá e no Alasca, mas podem ser vistos em larga em escala nos Estados Unidos, mais especificamente nos estados de Montana, Idaho e Oregon.

Gato de Pallas

gato-de-pallas

Características físicas: Também conhecido como manul, tem o tamanho de um gato doméstico, mas é mais corpulento. Seu pelo denso deixa sua aparência ainda mais robusta e redonda.
Comportamento: São criaturas solitárias. Passam grande parte do dia em cavernas, fendas rochosas ou tocas feitas por marmotas, e só saem no começo da noite para caçar. Não são criaturas muito rápidas, por isso costumam caçar através de emboscadas ou perseguindo a presa, cobertos pela vegetação baixa ou terreno rochoso.
Habitat: O gato-de-pallas é predominantemente encontrado em pastagens na Ásia Central. Infelizmente, está classificado como uma espécie de alto risco de extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza, devido à caça constante e à diminuição de presas para alimentação.

Lince do Deserto

lince-do-deserto

Características físicas: A principal característica do lince do deserto são os tufos de pelos pontiagudos nas orelhas, que medem cerca de 4,5 centímetros. Seu pelo geralmente varia entre o marrom e tons de vermelho semelhantes à cor de tijolo, com pelos brancos no abdome, queixo e pescoço.
Comportamento: Como a maioria dos gatos selvagens, o lince do deserto também é um animal solitário, limitando sua interação apenas a períodos de acasalamento. Também podem ser muito mal-humorados, sempre sibilando e rosnando aos outros.
Habitat: Habitam em bosques, savanas, paisagem semiáridas e matagais. Eles preferem viver em áreas com pouca chuva.

Leopardo Nebuloso

leopardo

Características físicas: Comparado aos outros, o leopardo-nebuloso tem membros bem menores. As patas traseiras são maiores que as dianteiras, o que o auxilia a dar saltos e pulos incríveis, fortes e altos.
Comportamento: Preferem levar uma vida solitária, descansando nas árvores durante o dia e caçando à noite. Antes de matar uma presa, o leopardo-nebuloso a persegue, ou espera que a presa se aproxime dele.
Habitat: São encontrados nos sopés dos Himalaias e eles preferem florestas abertas ou fechadas. Também podem ser vistos em algumas partes do noroeste e sudoeste de Bangladesh. Esse leopardo está em perigo de extinção, a sua espécie é classificada como vulnerável de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza. Infelizmente, sua população está estimada em menos de 10 mil animais vivos.

Gato dos pampas

gato-dos-pampas

Características físicas: O gato-dos-pampas é relativamente pequeno – seu corpo mede entre 45 e 76 centímetros. O pelo tem variações de cor, de marrom-avermelhado ao acinzentado, com manchas marrom-escuras.
Comportamento: Esses gatos selvagens não foram amplamente estudados, portanto sabe-se pouco sobre seus hábitos de caça. No entanto, há provas de que eles costumam caçar pássaros e roedores durante a noite, e também têm o hábito de caçar aves domésticas próximo a fazendas.
Habitat: Esses gatos são nativos da América do Sul, especificamente da Argentina, Chile, Bolívia, Peru e Equador. Estão classificados como ‘quase ameaçados’ pela União Internacional para a Conservação da Natureza, por causa da destruição de seu habitat natural, que tem causado o déficit populacional da espécie.

Gato Leopardo

gato-leopardo

Características físicas: Tem o tamanho semelhante ao de um gato doméstico, mas seu corpo é mais esguio, com pernas mais longas e teias mais bem definidas entre os dedos das patas. As espécies de locais mais meridionais tendem a ter pelagem marrom-amarelada, e os do Norte têm cor cinza-prateado.
Comportamento: Esses gatos são solitários, exceto durante o período de acasalamento. Poucos são ativos durante o dia, pois a maioria caça à noite, em busca de roedores, musaranhos (um tipo de roedor que vivem em árvores) e lebres.
Habitat: Este pequeno gato selvagem é nativo do sul e leste de Ásia. Embora esteja classificado como ‘pouco preocupante’ pela União Internacional para a Conservação da Natureza, o gato-leopardo está em risco de extinção por causa da perda de seu habitat e da caça sem controle.

Jaguarundi

jaguarundi

Características físicas: Também conhecido como gato-mourisco, eirá, gato-preto e maracajá-preto, este gato tem pernas curtas, corpo alongado e a cauda bem longa. O pelo tem cor uniforme, que varia entre o preto e o cinza-amarronzado.
Comportamento: Ao contrário de todas as espécies aqui citadas, o jaguarundi tem hábitos primordialmente diurnos. Eles habitualmente ficam em árvores, mas caçam no chão. Como presas, escolhem roedores, répteis menores e pássaros terrestres. Já foram vistos caçando coelhos e gambás.
Habitat: O jaguarundi é tipicamente encontrado no estado do Texas, Estados Unidos e no México, mas também em algumas regiões do sul da Argentina. Preferem viver em áreas com moitas e água por perto.

Gato Pescador

gato-pescador

Características físicas: O tamanho do gato-pescador é o dobro de um gato doméstico, eles são corpulentos e musculosos, com pernas de tamanho pequeno a médio. O pelo tem cor verde-oliva com manchas escuras na horizontal espalhadas no comprimento do corpo.
Comportamento: Como o nome já implica, usam a pesca para se alimentar, e sentem-se confortáveis na água. De fato, o gato-pescador pode nadar grandes distâncias – a fêmea pode nadar de 4 a 6 quilômetros e os machos de 16 a 22 quilômetros.
Habitat: São predominantemente encontrados na região do Terai, nos sopés do Himalaia, na Índia e Nepal, assim como áreas de pântanos e charcos em Bangladesh e Sri Lanka.

Serval

serval

Características físicas: O serval é uma espécie de tamanho médio, medindo de 58 a 90 centímetros. É o animal mais forte de todos aqui descritos, com um corpo esguio e pernas longas, por isso é um dos gatos mais extensos quando comparado no quesito comprimento, com os outros.
Comportamento: É um típico caçador noturno que evita ser notado por predadores maiores durante o dia. Ele caça roedores, mas é visto como um caçador oportunista, pois também se alimenta de répteis, insetos, peixes e sapos. Costuma caminhar de 3 a 4 quilômetros por noite em busca de alimento.
Habitat: O serval é nativo da África e predominantemente encontrado na região do Sahara, residindo em regiões montanhosas, em elevações acima de 3 mil metros.

Gostou do conteúdo? Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook