| Tudo sobre Cães e Gatos

Falta de ar nos cães

2.72K 1
Falta de ar nos cães

Falta de ar pode apontar problemas graves de saúde. Entenda como agir

A temperatura baixa e o tempo seco, são ameaças aos indivíduos que têm bronquite. Bichinhos de estimação também podem desenvolver o problema e padecer com a falta de ar que ela causa. E não é somente a bronquite que às vezes faz seu bichinho respirar mal. Pneumonias, inflamações, doenças no coração e também tumores podem provocar esse sintoma. “Felinos persas e cães com focinho curto, como pug, bulldog e boxer, tem adulterações anatômicas do conjunto respiratório e, por esse motivo, não podem ser expostos a esgotamento excessivo”, esclarece Patricia Chamas, professora de Veterinária da Universidade Cruzeiro do Sul.

Leia também:

Dor de ouvido nos animais

Riscos: Veja os motivos para não comprar ração a granel

Ração premium e super premium. Saiba a diferença.

Vestígios de que alguma coisa está errado
É simples saber que um animal está com falta de ar. Língua roxa ou azulada, pescoço distendido, fôlego acelerado, fadiga exagerada e desmaios são alguns dos sinais. “Em qualquer um desses casos, é preciso voar para o veterinário”, diz Caroline Moretti, diretora clínica do Hospital Vet Popular, de São Paulo. O bichinho deve ficar em descanso absoluto, com o pescoço levantado e em local com clima agradável até o auxílio do veterinário, que irá tirá-lo da crise com oxigênio e remédios. Além disso, ele deverá fazer exames para descobrir a causa do problema.

Dá para tomar precauções contra as crises de falta de ar:

Veja as medidas que podem ajudar seu bichinho a respirar melhor:
✔ Impeça a obesidade. Nenhuma alimentação imprópria ou em excesso.
✔ Obedeça os limites físicos do animal.
✔ Evite acontecimentos que provoquem estresse.

✔ Leve-o para fazer check-up regularmente num veterinário confiável. Exames preventivos devem ser anuais até os 6 anos. Nos mais velhos, devem ser refeitos a cada seis meses.

Fonte: Revista Ana Maria

Gostou do conteúdo? Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook