| Tudo sobre Cães e Gatos

Dona de casa implora ajuda para cuidar dos 65 cães resgatados das ruas

541 0
Dona de casa implora ajuda para cuidar dos 65 cães resgatados das ruas

Desempregada, a dona de casa Rita Antunes de Souza, de Rio Claro (SP), conta com doações para manter os  65 animais que recolhe das ruas e os que são abandonados no local pelos antigos donos.

Dona Rita mora com o marido e um filho de 24 anos em um casa alugada no bairro Cervezão, ambos tiveram problemas graves de saúde e também não podem trabalhar. Com isso, a dona de casa recebe um pequeno suporte de outras três filhas que não moram com ela.

A senhora começou a recolher os animais há 14 anos. “Tinha muito cachorro abandonado na rua, as pessoas jogavam, eu pegava e conseguia doar. Está sendo difícil para mim”, relatou ela.

(Foto: Ronaldo Oliveira/EPTV)

Leia mais:

Luisa Mell entra na Justiça pela guarda dos cães resgatados

Motivos para não comprar ração a granel 

Shopping abre portas para Cães desabrigados durante tempestade de neve na Europa.

Dona de casa

(Foto: Ronaldo Oliveira/EPTV)

Quem puder ajudar com doações

Alimentar os cães é o outro desafio para a dona de casa, são necessários 15 quilos de ração por dia. Parentes e vizinhos doam o que podem, mas nunca é o suficiente. Rita disse que uma veterinária cobra mais barato pela castração. Alguns cães, entretanto, precisam de vacinação e medicamentos. Quem puder ajudar, pode entrar em contato pelo telefone (19) 99986-9984.

Para piorar a situação, muita gente vai até a porta de Rita e abandona outros animais. Ela até subiu o muro da casa para dificultar a ação, mas não adiantou.

A aposentada Maria Barbosa, de 77 anos, que passa o dia na porta de casa acompanhando o movimento da rua, já viu gente jogando animal por cima do muro. “Às vezes traz no carro, às vezes traz nas mãos aí joga lá dentro”, contou.

O problema também prejudica vizinhos, como a dona de casa Márcia Regina Polida, que reclama do latido dos cachorros. “Eles ficam desesperados, latem o tempo inteiro, não tem condições de assistir televisão”, ressaltou.

Rita quer continuar cuidando dos animais, só que em algum espaço mais adequado. “Se a prefeitura me ajudasse com uma área pública para eu poder fazer um canil, eu gostaria muito e iria continuar cuidando dos animais porque eu gosto deles”, disse.

A prefeitura foi procurada pela reportagem da EPTV, mas informaram que não iriam se pronunciar sobre o caso.

Fonte: G1

Curta o nosso Facebook, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook