| Tudo sobre Cães e Gatos

Dona coloca meias em sua Pug. Entenda o motivo:

2K 1
Dona coloca meias em sua Pug. Entenda o motivo:

Então, vamos entender porque a pug precisou usar meias… Tudo começou quando Niki Geroni-Lajoie decidiu trocar o carpete de sua casa em Toronto no Canadá, por piso de madeira. Ela se deu conta que após a troca, sua pug de 14 anos chamada Leia ficava imóvel e com medo de andar pelo chão liso.

A experiência de ter o chão escorregadio sob suas patinhas deixou Leia assustada, explicou Niki para o site The Dodo: “No outono passado arrancamos nossos tapetes em nossa casa e instalamos o piso de madeira e descobrimos que ela estava escorregando, deslizando e não pegando o jeito do chão”. “Eu estava preocupada que ela estivesse torcendo alguma coisa, por já ser idosa.”

1-pug-1

Leia também:

Filhotes de cachorros são jogados pela janela de um caminhão, veja o que aconteceu depois

Somos todos Vira-latas – Conheça a campanha

Animais com síndrome de down – Entenda como funciona!

Cães e gatos ajudam na recuperação de presidiários

A solução perfeita para ajudar Leia a se equilibrar e ter firmeza no caminhar foi colocar meias e ver o que acontecia. Ao notar que o comportamento da pug tinha mudado completamente, Niki confeccionou uma boa quantidade de meias fofinhas.

pug meias

Niki observa que se não fosse pelas meias, Leia ficaria no tapete da sala e iria latir, tentando andar pela casa. Mas com a solução encontrada: “Ela corre por aí e você pode dizer que ela realmente está feliz e se sacudindo.”

1-pug-2

Niki adotou a pug e seu irmão em um abrigo para animais dois anos atrás. Infelizmente, o irmão de Leia morreu logo em seguida, pois os dois já eram velhinhos. Mas depois Niki adotou mais dois pugs para compartilharem de um lar de amor e alegria com Leia.

1-pug-6

“Leia é mais velha, então ela dorme muito, mas quando ela está acordada, ela é muito obstinada”, diz Niki ao The Dodo. “Ela é animada e pateta e ama a atenção mais do que qualquer outro cão que eu já conheci. Ela daria o seu reino por um tapinha na cabeça, isso é certo.”

Com suas meias engraçadinhas, para todas as ocasiões inclusive, a pug deixou de ser imóvel e insegura para andar pelo chão de madeira com toda a sua confiança restabelecida. É ou não é, muita fofura?

Fonte: thedodo.com

Se você gostou da história, compartilhe com os seus amigos. Curta nosso facebook, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook