| Tudo sobre Cães e Gatos

Você sabia? Cães ajudam você a conquistar um novo amor!

461 0
Você sabia? Cães ajudam você a conquistar um novo amor!

Ter um cachorro pode ajudar você a conquistar um novo amor, você sabia disso? Além de passar a imagem de que você é um bom amigo e um bom pai ou mãe, pode transmitir aos seus potenciais companheiros de que você tem um bom caráter, é confiável, atencioso e cuidadoso, pois você precisa ter alguns cuidados com o seu pet.

Leia também:

Saiba quais são as 10 melhores raças de cães de guarda

Como os cachorros enxergam os seus donos, as cores e o mundo

Cães ajudam você a conquistar um novo amor

A decisão de ter um cachorro como companheiro pode ajudá-lo até na conquista de um novo par. Enquanto as mulheres veem em um homem com um cachorro que ele é capaz de dar sem receber em troca, que cuida do próximo, homens enxergam a mulher como zelosa e cuidadosa com um animal.

Um estudo recente pediu que voluntários avaliassem as pessoas com base em fotografias, e deixaram claro que as pessoas veem alguém com um cachorro como um indivíduo mais feliz, mais seguro e relaxado.

Em outra série de experimentos, os homens com cachorros tiveram mais sorte em conseguir o número do telefone das mulheres, enquanto que as mulheres tiveram mais sorte em uma eventual aproximação com um potencial novo amor.

Além disso, outra pesquisa com o Dr Fisher e seus colegas realizaram com mais de 1.200 assinantes de Match.com, nos mostrou mais algumas evidências de que os cães podem ajudar você a conquistar um novo amor:

  • Mais da metade dos entrevistados disse que achariam alguém mais atraente se soubessem que ele adotou um animal de estimação
  • Mais da metade disse que não namorariam alguém que não goste de animais de estimação

Com isso, se você está à procura de um novo amor, pense que pode ser muito interessante adotar um cãozinho antes de tudo.

E então, o que achou do post? Deixe seu comentário logo abaixo! Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

 

Via: The New York Times

Comentários no Facebook