| Tudo sobre Cães e Gatos

Bombeiros resgatam gato em árvore de 50 metros de altura

759 0
Bombeiros resgatam gato em árvore de 50 metros de altura

Bombeiros se mobilizaram neste sábado dia (4), no Jardim Esplanada, zona oeste de São José dos Campos (SP), para resgatar um gato em uma árvore de 50 metros de altura. Segundo a dona, o felino teria subido para fugir de 2 cachorros na madrugada quarta -feira (1°).

Seis homens do corpo de bombeiros se mobilizaram para o resgate, que durou três horas. Uma escada de 44 metros foi usada pelos bombeiros para salvar o animal.

50 metros

Gato foi resgatado a 50 metros de altura por volta das 12h30 deste sábado (4), após três horas da presença do Corpo de Bombeiros no local. (Foto: Daniel Corrá/G1)

“Ele ficou muito magro por não ter se alimentado. Pelo whatsapp conversei com uma veterinária e ela me orientou sobre como agir nesses casos. Agora ele está bem”, contou Daniela Gomes Ferreira, dona do gato.

Leia também:

12 fatos curiosos que a ciência descobriu sobre gatos e que você provavelmente não sabia

Seu gato arranha móveis? Dicas infalíveis para resolver esse problema

Daniela contou ao G1, que o gato desapareceu na quarta, por volta das 4h, quando se assustou com a presença de dois cachorros, se assustou e subiu em um pinheiro que fica na Rua Carlos Chagas, mesma rua em que ela mora. Ele foi encontrado na noite de sexta-feira (3) por Daniela, ao escutar miados do gato.

“A gente tentava atrair de alguma forma e quando vi que não ia conseguir fazer nada, acionei os Bombeiros por volta das 6h15 do dia (4), já que de noite seria difícil fazer o resgate”, explicou Daniela.

O felino está saudável e foi devolvido a dona, por volta das 12h30. Ele deve passar por exames veterinários hoje segunda (6).

Jung tem um ano de idade e segundo seus donos, Daniela e Gustavo, não costume sair da residência (Foto: Nuno Ferrez/Acervo Pessoal)

Leia também: Muita atenção: 5 coisas que você jamais deve fazer com seu gato

Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook