| Tudo sobre Cães e Gatos

Acupuntura nos animais de estimação

981 0
Acupuntura nos animais de estimação

Nos dias de hoje, existem várias alternativas quando se trata sobre tratamentos para os nossos animais de estimação, o mercado pet vem trazendo inovações cada vez mais eficazes. Um desses tratamentos é a acupuntura para cães e gatos.

Utilizada há milênios na China, a acupuntura consiste na colocação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo que se relacionam com os meridianos – as linhas por onde, segundo a medicina chinesa, flui energia no organismo. Estudos afirmam resultados excelentes no tratamento de animais com problemas de origem neurológica. Por exemplo, a cura de um cão com lesão no nervo ciático.

Leia também:

Animais com síndrome de down – Entenda como funciona!

Plantas que fazem bem aos cães – Saiba quais são

Ter animais diminui risco de alergia. Mito ou verdade?

A aplicação da acupuntura em Veterinária – tema de estudos atuais na Inglaterra – tem ajudado a livrar seus adeptos das alfinetadas de que são alvo por parte dos clínicos convencionais. Estes argumentam que a recuperação pelas agulhas, assim como na situação de outros tratamentos não muito acreditados, se deve apenas ao efeito placebo – os pacientes saram só porque confiam na terapia. Com os animais, evidentemente, essa hipótese não sucede. “Não se pode falar em alto-sugestão em animais”, alega o veterinário inglês John Nicol. Ele menciona ter conseguido “resultados dramáticos” na sua clínica na cidade de Surrey: “Depois do tratamento, os cães não só se locomovem com mais facilidade como parecem sentir-se melhor em geral”.

Apenas um médico veterinário com uma qualificação na área de Acupuntura Veterinária pode usar os métodos da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa (MVTC), como a Acupuntura, Fitoterapia, Massagens, Moxabustão e outras mais, com a apropriada qualidade e confiança que seu bichinho é merece e necessita.

Gostou do conteúdo? Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook