| Tudo sobre Cães e Gatos

Gases em cães: O alimento pode ser a principal causa

1.19K 6
Gases em cães: O alimento pode ser a principal causa

Eles são geralmente mudos, mortais e são capazes de esvaziar uma sala. Um dos prováveis motivos do excesso de gases em cães são alguns alimentos que são difíceis de serem digeridos.

Você pode colaborar para preservar a barriguinha do seu cachorro, evitando que ele coma alguns alimentos:

Leia também:

10 motivos para NÃO dar ossos para o seu cãozinho

Leishmaniose canina: o que é, como prevenir e tratar

Afinal, qual é o melhor vermífugo para cães e gatos?

Riscos: Veja os motivos para não comprar ração a granel

Alimentos que causam gases

Ração azeda

O alimento seco e molhado podem estragar e causar mau estar estomacal no seu cachorro. Nós todos sabemos como é desagradável uma dor de barriga. Certifique-se de manter o controle do prazo de validade. Conservar o alimento em recipientes que não estejam bem fechados não é aconselhável. E igualmente não é prudente guardar a ração úmida por muito tempo após aberta.

Alimentos à base de soja

A soja é um alimento com alto valor de proteína e pode ser muito bom para saúde e versátil para o nosso consumo, mas para os cães ela pode causar alguns problemas. O estômago do cão não é habilitado para partir as proteínas da soja, o que pode causar gases. Uma boa indicação é averiguar se o alimento ou os petiscos que você oferta ao seu cachorro possui na sua composição grãos de soja.

Leite e derivados

A maior parte dos humanos podem apreciar produtos derivados do leite, sem efeitos colaterais. Mas muitos cachorros são intolerantes à lactose, e terão distúrbios estomacais e em consequente gases se ingerir muito leite (ou derivados). Para vários cachorros, um pedacinho de queijo dado de vez em quando é inofensivo, mas o excesso de alimentos à base de leite devem ser evitados.

Brócolis

Essa é uma das melhores verduras para nós, humanos, mas para os cachorros podem ser causa de consequências desagradáveis. O brócolis abrange importante proporção de fibras solúveis, que não podem ser quebradas até chegar ao intestino grosso. Uma vez lá, o brócolis, por fim, passa a ser digerido por inteiro, ocasionando em excesso de gases nos cachorros.

Restos da nossa comida

O sistema digestivo dos cachorros não aguentam todos os alimentos que estamos habituados a ingerir. Ao mesmo tempo que certos alimentos humanos são inofensivos para o seu cão, outros não são. Logo, não é sensato alimentar seu cão com restos, e um dos efeitos colaterais pode ser os gases.

Ervilhas

Os açúcares naturais da ervilha já são capazes de acarretar o exagero de gases em cachorros. E a ervilha igual contém fibras solúveis, mais um motivo que colabora para a produção de gases nos cães.

Feijão

Ele tem proporções elevadas de alguns açucares que não são simples de digerir, pois o estômago dos cachorros não tem uma enzima indispensável para quebrá-las. O feijão da mesma forma contêm fibras solúveis, que causa excesso de gases durante o tempo em que ele está sendo digerido no intestino. Feijão não é venenoso para os cachorros, mas devido a alguns efeitos colaterais normais, ele acaba sendo um alimento não sugerido para o seu cão.

Rações sem qualidade

Rações de pouca qualidade são várias vezes feitas com ingredientes “menos selecionados” e com abundância de conservantes. Diversos cães não terão problemas com esses alimentos, mas se o seu cachorro está mostrando alguns sinais de intolerância, tente mudar a ração para uma de qualidade superior (peça orientação ao seu veterinário). Mas tente fazer a mudança de forma gradativa. A substituição repentina da ração pode causar impasses piores.

Fonte: Petiko

Gostou do conteúdo? Curta nossa fanpage, siga-nos no Instagram e receba dicas e notícias nas redes sociais.

Comentários no Facebook